Semana de treinamento da Cultural Care | Training School

Quando eu estava me preparando para vir para os EUA estava bem curiosa sobre a semana de treinamento, afinal não há tantas informações assim na internet.

Tinha muitas dúvidas assim como as outras meninas do meu grupo de embarque, a maioria das informações que tínhamos era questionando meninas que já foram.

Por isso nesse post vou explicar mais sobre como foi a minha semana de treinamento e explicar alguns detalhes que nós ficamos pensativas antes de vir.

É claro que as coisas podem mudar com o tempo, mas comigo foi assim…

Alimentação na Training School

Na Training School nós ganhamos um cartão que funcionava como uma chave para as portas a noite e para entrar na cafeteria, onde eram as refeições.

Então para comer era muito simples, temos direito a café da manhã, almoço e janta. É só ir até a cafeteria e uma moça irá passar o seu cartão, passando por ela você pode comer e beber o quanto quiser dos alimentos disponíveis. São diversas coisas diferentes, algumas mais parecidas com o que estamos acostumados e outras bem diferentes.

Muitas meninas falaram mal da comida da Training School, mas acho que isso é uma questão de opinião. Para mim achei a maioria das coisas muito boa. Inclusive gastei pouco com comida na semana de treinamento pois comia muito bem lá na escola.

Quartos e utensílios

Quando chegamos lá cada um recebeu a chave do seu quarto, sem poder escolher com quem dividiria. Os quartos são distribuídos de acordo com o local em que você vai morar, com a intenção de facilitar a socialização, mesmo que seja de outro país.

Os quartos podiam ser de duas pessoas (eu dividi apenas com uma colombiana) ou poderia ser de quatro pessoas.

Tem banheiro no quarto, mas além da colega de quarto você precisa dividir com o quarto vizinho, é um banheiro a cada dois quartos. Aí vem uma parte que achei um pouco estranha: os banheiros só tem tranca por fora. Então sempre tínhamos que cuidar se a luz estava acesa, já que a porta estava sempre aberta quando alguém estava usando.

Não tivemos nenhum problema com isso no meu quarto, mas era um pouco desconfortável.

Quando chegamos tinha uma toalha de banho e uma de mão em cima de cada cama, então não tive necessidade de usar a minha. 

Além de tudo isso a tomada lá é diferente da que usamos no Brasil, então era necessário usar um adaptador de tomada. Eu trouxe um do Brasil, mas quem quisesse podia pegar um emprestado da Cultural Care sem pagar nada. Assim como também havia secador de cabelo para emprestar.

Na escola de treinamento eles não deram shampoos, condicionadores e sabonetes, então é bom estar preparada para ter os itens básicos de higiene.

Outra dúvida comum: Eu e as meninas não tínhamos certeza se as nossas malas ficariam conosco, então deixei minhas roupas da semana de treinamento na mala de mão. No fim dava para ter tudo no quarto, inclusive você pode organizar as suas coisas em gavetas e por seu cadeado lá.

Sugiro que deixem as coisas na mala de mão para o caso de algum problema com a bagagem durante o vôo, mas lá na escola vocês terão acesso sim.

Gastos na primeira semana

Eu levei U$200,00 para a semana de treinamento e mais o meu cartão Nubank para o caso de ter algum problema. No total eu gastei U$93,55 só que poderia ter gastado apenas U$30,00 da bagagem se eu quisesse. Meus gastos na primeira semana do au pair foram os seguintes:

  • U$22,50 ida e volta trem para New York City;
  • U$7,00 em um Hot Dog com fritas no Central Park;
  • U$3,80 em um Monster (Energético) em NYC;
  • U$1,25 em um pacote de batatas chips naquelas máquinas de snacks;
  • U$7,00 em um Hot Dog na Times Square;
  • U$17,00 em um moletom em NYC, pedimos desconto pois éramos duas meninas comprando;
  • U$5,00 em um Gift Card para usar no aeroporto;
  • U$30,00 para despachar a minha mala para a Califórnia.

A tour da CC é na quinta-feira e você não precisa pagar nada para ir. Eu gastei com o trem pois quis ir para NYC na segunda-feira, nosso dia livre logo que chegamos.

Gastei com alguns lanches, mas se você aproveitar bem a comida da escola é um gasto que você também não precisa ter.

Segunda-feira: Livre

IMG-20190916-WA0023

Segunda-feira de manhã foi o dia que chegamos nos Estados Unidos. Lá no aeroporto passamos pela imigração e depois encontramos o pessoal da Cultural Care nos esperando no local de pegar as bagagens.

Esperemos todos se reunirem e fomos até a frente do aeroporto para esperar o ônibus. No aeroporto conseguimos conectar no wifi para avisar a família que havíamos chegado bem e estava tudo certo.

Levou cerca de duas horas para chegarmos na escola, lá foi explicado as regras, entregue as chaves dos quartos, o cartão para ir na cafeteria e abrir as portas a noite e também o schedule da semana.

O schedule era dividido por cores, então não é todo mundo com o mesmo horário. O meu schedule foi o seguinte:

shedule training school

A segunda-feira era um dia livre, então deixamos as coisas no quarto, almoçamos na escola e fomos para NYC. Dava para ir caminhando até a estação de trem, então foi muito tranquilo.

Terça-feira: Aulas

aula 1

A partir do momento que você tem o seu schedule é preciso prestar atenção nos horários, ninguém vai de quarto em quarto chamar ou te mostrar onde é a sala de aula. Também é preciso acordar cedo para dar tempo de tomar o café da manhã antes das aulas (muitas meninas gastaram com comida no intervalo pois não deu tempo antes da aula, acordaram muito em cima). 

Na terça tivemos aulas de manhã e de tarde mais voltadas sobre o programa de au pair, as regras e questões de segurança com as crianças.

A noite teve um picnic onde cada um levou alguns doces do seu pais (a Cultural Care pede isso um pouco antes de embarcarmos).

Quarta-feira: Aulas

Na quarta as aulas foram mais voltadas para como se comunicar com a sua host family, formas de lidar quando houver algum desentendimento. Também abordaram algumas diferenças culturais e como normalmente funciona a criação das crianças, a educação, aqui nos Estados Unidos.

À noite tivemos uma palestra sobre segurança.

Quinta-feira: Aulas e NYC

aula 3

Quinta-feira as aulas começaram um pouco mais cedo e foram até as 13:00 já que à tarde tínhamos o passeio em NYC.

A aula foi extremamente prática, já que era sobre primeiros socorros. No final recebemos um certificado por e-mail do curso “CPR and First Aid Certification”.

O horário que o ônibus saia da escola para NYC era as 14:00 então precisamos correr para almoçar e se arrumar entre a aula e a saída.

Com o ônibus paramos no Central Park, em uma praça, em uma pizzaria famosa e na Times Square. Para voltar para a escola de treinamento o ônibus esperou perto do Empire State Building.

Sexta-feira: Ida para a Host Family

Para a sexta-feira tinham três horários diferentes para o check-out, dependia do horário do seu ônibus ou vôo. Ou mesmo host families que buscavam na school.

Eu saí no primeiro horário, então era um café da manhã da Cultural Care, não o da escola. Achei um pouco fraco, se eu soubesse teria comprado algo que sustente mais no dia anterior.

O ônibus deixou cada um em seu terminal (o aeroporto de NY é gigante) e de lá cada um se virou para despachar e embarcar para o seu vôo.

Caso você queira ver algumas imagens deixei o destaque “Training” no meu insta, o dm também está livre para perguntas!

Anúncios