travel

Empenhada em Milão | Gatwick Connects

Imagina você estar em outro país, outro continente, não conhecer ninguém, não falar a mesma língua e não ter como ir embora? Eu sei bem como é, isso aconteceu na volta da minha viagem para Europa.

A viagem foi incrível, conheci Milão, Roma e Paris realizando o meu grande sonho de conhecer o Coliseu e os mais diversos lugares que passei.

Só que na volta, um dos meus últimos voos (Milão/Londres) foi cancelado, o que significava que eu iria perder o segundo vôo (Londres/San Francisco). Assim eu fiquei no aeroporto de Milão sem suporte, sem vôo e sem previsão para voltar para casa.

Deixa eu te explicar melhor…

A compra do meu voo 

Eu sempre pesquiso bastante antes de comprar meus voos, normalmente opto pela mesma empresa e se forem voos comprados separadamente escolho com 12 horas ou mais de diferença entre o desembarque e o próximo embarque.

Só que para Milão eu não estava achando desse jeito, até que encontrei uma passagem de duas companhias áreas diferentes, vendida pela Gatwick Connects. Vi propaganda deles no site da EasyJet e também li no site deles que se o voo atrasasse e eu perdesse o segundo, eles me colocariam no próximo. Assim como alguns outros benefícios no aeroporto de Londres.

Tendo essa segurança extra decidi que compraria o vôo, paguei U$500 para ir e voltar de San Francisco a Milão, com uma conexão em Londres.

A ida

Para a minha ida deu tudo certo. Precisei ir no guichê para mostrar meu passaporte antes de embarcar pois tinha feito o check in online, fora isso tudo aconteceu normalmente.

O voo foi longo e um pouco desconfortável, mas era de se esperar passando 9 horas dentro do avião para atravessar o oceano.

O cancelamento

Meu vôo de volta era no domingo, dia 16 de fevereiro, uma 8 horas da manhã. Eu estava voltando de Paris na noite anterior, então eu e meu namorado decidimos passar a noite no aeroporto. 

Só que logo antes de eu embarcar para Milão eu vi no aplicativo da EasyJet que meu vôo havia sido cancelado por causa de uma tempestade em Londres. Não mandaram nenhum aviso, eu só descobri porque fui tentar fazer o check in.

Nesse momento eu já sabia que mesmo conseguindo um voo de Milão para Londres eu iria perder o meu vôo de Londres para San Francisco no domingo de tarde.

Passei a noite inteira no aeroporto e não consegui resolver nada!

Entrei em contato com a Gatwick Connects pois havia comprado meu voo com eles, justamente para ter segurança se desse algum problema. Fiquei horas tentando resolver e eles me falaram que como foi por uma tempestade eles não teriam culpa e não me colocariam em outro vôo de Londres para San Francisco.

Depois de eu muito reclamar no telefone com a Gatwick Connects (como assim deixar uma pessoa que pagou por um serviço, em outro país, sem lugar para ficar e sem vôo de volta) o atendente me falou que devido às circunstâncias eu poderia alterar meu vôo por apenas 60 dólares (no aplicativo estavam pedindo 600) aí fiquei um pouco mais tranquila.

A EasyJet disponibilizou um hotel para mim e disse que o próximo vôo para Londres seria na terça-feira. Como seria muito tempo para mim, a atendente me falou que eu poderia comprar o meu próprio vôo com outra companhia e depois eles realizaram o reembolso.

Comprei um voo de Milão para Londres para o mesmo dia, com uma parada em Barcelona. E ainda no domingo cheguei em Londres, depois de já ter perdido o meu voo para SFO.

Quando consegui resolver a parte do primeiro voo, de ir de Milão até Londres, comecei a pensar na segunda parte: alterar o meu voo de Londres para SFO.

Liguei para a companhia aérea Norwegian, expliquei toda a situação e a informação que o atendente da Gatwick Connects havia me passado para a mudança do voo.

A moça falou que isso não era possível, que eu teria que pagar o valor integral para a alteração no voo. Tentei e tentei e não adiantou. Ou eu pagava a mudança ou teria que arranjar outro voo (que estava muito mais caro de última hora).

Paguei e consegui mudar para terça-feira, então fiquei de domingo de noite até terça-feira pelo meio dia em Londres. Sem lugar para ficar, quase sem dinheiro e exausta de toda a viagem e situação.

Host Family

Assim que soube do cancelamento do meu primeiro voo mandei mensagem para a minha Host Family avisando. Falei que estava com problemas para reagendar e que assim que eu tivesse qualquer resposta eu avisava.

Eles foram super compreensivos e falaram para eu não me preocupar com as horas, ficar segura e avisar caso eles pudessem ajudar com qualquer coisa.

Isso me deixou um pouco mais tranquila e consegui focar em apenas resolver o problema. 

Imigração

Para todas as partes da viagem eu tinha impresso as confirmações dos lugares que eu ia ficar, dos meus voos, dos passeios e qualquer outra coisa que pudessem me pedir na imigração. 

Quando cheguei em Londres eu não tinha nada disso, meu voo seria daqui dois dias e eu ainda nem sabia onde iria passar a noite. 

Eu expliquei toda a situação mostrei todos os papéis que eu tinha, meu DS, tudo. O atendente continuou fazendo mais e mais perguntas e pediu até para ver o dinheiro que eu tinha. Sorte que meu namorado tinha me emprestado para caso eu precisasse, já que gastei toda a minha reserva comprando os dois voos para ir embora.

Eu jurei que não ia passar, eu já não tinha mais o que mostrar para o atendente e ele não me liberava. No último segundo, por algum milagre ele deixou eu passar.

Ajuda inesperada

Depois de passar pela imigração e estar desde o dia anterior em aeroportos, eu só queria uma cama para dormir no domingo de noite. Fui em um hotel dentro do aeroporto mesmo e vi que não valia a pena para mim, já que eram quase 100 libras e eu teria que sair as 9 da manhã.

Conversa vai conversa vem, descobri que o atendente também era brasileiro!

Ele foi super gentil comigo e me indicou um outro hotel, mais em conta e bem pertinho do aeroporto (dava para ir caminhando). 

Chegou até a escrever em um papel as instruções para eu chegar lá, foi um anjo na minha vida naquele momento! Me arrependo de não ter voltado lá para agradecer no outro dia, mas às vezes a gente não pensa né.

Gastos e Reembolso

  • $518,12 dólares passagem inicial de ida e volta San Francisco Milão;
  • $207,98 EUR voo de última hora de Milão para Londres com outra companhia;
  • $610,00 dólares alteração no voo de Londres para San Francisco;
  • $76,99 dólares hospedagem de domingo para segunda (de segunda para terça dormi no aeroporto mesmo).

Não tive um controle exato de quanto gastei com comida porque, sinceramente, foi tanto estresse que eu quase não comi.

Quanto ao reembolso tentei duas vezes o formulário da EasyJet e deu erro. 

No final acabei não indo atrás disso e também não fui atrás da injustiça que a Gatwick Connects fez comigo de me deixar empenhada sendo que paguei por um serviço.

Eu indicaria ir atrás dos seus direitos e conseguir o dinheiro de volta, mas eu fico tão estressada só de pensar, que pela minha sanidade mental, decidi deixar assim mesmo.

Mas eu acredito que o que eu passei foi muito errado e nenhuma empresa deveria fazer um cliente passar por tudo isso.

Seguro de Viagem

O seguro da Cultura Care em questões de saúde vale para qualquer lugar do mundo (exceto o seu home country) durante o seu ano de intercâmbio. No entanto para o que aconteceu comigo, o cancelamento dos voos e tudo, eles não cobriam nada. 

Na próxima vez eu com certeza farei um seguro extra antes de viajar.

Aprendizados

Gostaria de ter passado por tudo isso? É claro que não. Foi desesperador ter que gastar todo o dinheiro que juntei por tanto tempo por algo que nem era minha culpa. 

Me arrependo? Nunca! Essa foi a melhor viagem da minha vida, esse estresse no final da viagem não chegou aos pés da felicidade que senti ao realizar meu sonho de ir pra Roma.

O que definitivamente aprendi?

  • Nunca mais uso a Gatwick Connects na minha vida e não indico a ninguém;
  • Nunca mais compro voos de diferentes companhias aéreas;
  • Sempre fazer um seguro de viagem que inclua suporte em caso de problemas com o voo;
  • Sempre ter a minha reserva de emergência.

Foi estressante sim, mas imagina o quão pior seria se eu não tivesse o dinheiro? O aplicativo da airline nem meu cartão de crédito aceitava, paguei tudo na hora. Mesmo com todos os problemas eu tive estrutura para resolver tudo (com muito choro hahah).

Então nem que seja só para respirar e não sair do lugar, pelo amor de Deus, tenha a sua reserva de emergência!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: